Produção industrial da zona do euro se recupera menos do que o esperado em maio

Recuperação dos declínios causados pelo coronavírus em março e abril foi menor do que a esperada e longe de compensar recuos anteriores.

A produção industrial da zona do euro avançou em maio, mostraram estimativas oficiais nesta terça-feira (14), mas a recuperação dos declínios causados pelo coronavírus em março e abril foi menor do que a esperada e longe de compensar recuos anteriores. A produção industrial na região subiu 12,4% em maio sobre abril, devido principalmente a bens de consumo duráveis como carros e refrigeradores, disse a agência de estatísticas da União Europeia, Eurostat. Mas o aumento ficou abaixo da alta de 15% esperada por economistas consultados pela Reuters. Em abril, a produção havia recuado 18,2% depois de queda de 11,8% em março, já que as fábricas foram forçadas a fechar ou reduzir a atividade no ápice do surto de coronavírus na Europa. Na comparação com o mesmo período do ano anterior, a produção industrial caiu 20,9%, contra expectativa de 20% e após queda de 28,7% em abril.

Categoria:Economia